March 27, 2017

March 10, 2017

Please reload

Posts Recentes

15 Motivos por que os desenhistas devem ser parabenizados pelo seu dia

April 15, 2017

1/1
Please reload

Posts Em Destaque

De onde vem a ideia?

March 27, 2017

Na área de criação não existe informação “inútil”, é importante olhar ao redor o tempo todo, treinar o olhar e capturar o maior número de informações possível. As melhores histórias saem dos lugares mais improváveis, algo que vai dar naturalidade e conquistar seu interlocutor, está nos detalhes mais imperceptíveis. E esse olhar, a memória pra guardar essas informações, são partes que podemos treinar em nós, que vão se aprimorando com o tempo e captando cada vez mais, mesmo sem percebermos.

 

Para as pessoas da área de quadrinhos, não basta ler quadrinhos e consumir material relacionado, o autor deve buscar em todas as mídias e quanto mais referências e mais diversas elas forem, mais rico vai ficar o fruto da sua produção, ao mesmo tempo buscar sair de área de conforto, sejam elas, mídias que não seja tão familiarizado ou lugares no mundo que não conheça ou entenda bem. Por exemplo, mesmo trabalhando com uma mídia sem som, músicas podem inspirar o quadrinista e levar a resultados inusitados, como nos quadrinhos “Blues” de Robert Crumb e “Quadrinhos Rasos” de Eduardo Damasceno e Luís Felipe Garrocho, ou ter com o cinema, uma troca, como aconteceu com a quadrinista e diretora Marjane Satrapi, que levou seus quadrinhos “Persépolis”, “Frango com Ameixas”, “A Gangue dos Jotas” e “As Vozes” para o cinema, escritos e dirigidos por ela mesma.
 

Muitos quadrinhos tem inspiração em obras da literatura clássica e algumas obras literárias são interpretadas para os quadrinhos, como a “Col. Shakespeare em Quadrinhos”, da editora Nemo, com o objetivo de atingir um público diferente, assim como peças de teatro. E outros quadrinistas bebem das pinturas consagradas pela história para adaptar técnicas de pintura, como o autor Davi Calil ou para criar referências e fazer composições mais interessantes de quadros.

 

A criatividade precisa de exercício constante para evitar bloqueios criativos e conseguir tirar ideias de qualquer lugar, ser curioso, buscar informações, perguntar, faz parte desse desenvolvimento e deve se tornar um hábito para quem busca trabalhar na área de quadrinho. E você, já exercitou sua criatividade hoje?

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Siga